Fonte: Estadão Conteúdo - Foto: Arquivo

Após subir 0,02% em março, o preço médio dos imóveis residenciais no País mostrou uma aceleração e cresceu 0,14% em abril. Os dados são da pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que é feita a partir do levantamento de anúncios de moradias de 50 cidades no site Zap. O levantamento apontou também que os preços médios avançaram 0,38% nos primeiros quatro meses do ano e acumularam alta de 0,26% nos últimos 12 meses.

 

Apesar da aceleração nos preços para 0,14% registrada em abril, o porcentual ainda é inferior ao comportamento esperado para a inflação (medida pelo IPCA) para o mês, prevista em 0,60%, segundo o Boletim Focus do Banco Central do Brasil. Tendo por base essa expectativa, o preço médio de venda de imóveis residenciais encerraria o mês com queda real de 0,45%, pelos cálculos da Fipe.

 

No caso das 16 capitais que fazem parte da pesquisa, o comportamento dos preços foi bem distinto no mês. Em oito capitais foram registradas altas, como são os casos de Brasília (2,00%), Maceió (1,13%), Campo Grande (1,08%), Goiânia (0,78%), Manaus (0,74%), Florianópolis (0,24%), São Paulo (0,21%) e Rio de Janeiro (0,03%).

 

Já nas outras oito capitais, houve recuo nos preços: Curitiba (-1,25%), João Pessoa (-0,80%), Salvador (-0,40%), Porto Alegre (-0,19%), Recife (-0,15%), Fortaleza (-0,12%), Vitória (-0,04%) e Belo Horizonte (-0,01%).

 

Com os resultados do mês, o valor médio do metro quadrado anunciado dos imóveis residenciais foi a R$ 7.187. O Rio de Janeiro se manteve como a cidade com o preço mais alto do País (R$ 9.476), seguida por São Paulo (R$ 8.899) e Brasília (R$ 7.312).

Sobre

Rondão Imóveis

CRECI: 6301-J

Endereço

Av. Marechal Deodoro, 1250 - Salas 06 e 07 - Trevo Imbirussu - Campo Grande - MS

Ver mapa

 

Horário de Funcionamento:
Segunda a Sexta-feira
Das 08:00 às 11:30 hrs.
das 13:00 às 17:30 hrs.

Telefone(s)

(67) 3381-0201 / 3014-9898 / 99169-3341